ABORDAGEM DA PMESP A HOME NEGROS EM CAIEIRAS/SP

 

ABORDAGEM DA PMESP A HOME NEGROS EM CAIEIRAS/SP

 


De acordo postagem disponível no Instagram @papodecriminalista administrado pelo advogado Mário de Oliveira Filho do escritório MOF&SF - Mário de Oliveira Filho & Silvestrin Filho Sociedade de Advogados e o advogado criminalista Mauro Nacif  “Periferia de São Paulo. Homens, jovens, negros, são abordados pela PM.

São destratados.

Indignam-se pelo destratamento recebido.

Não portam armas.

Não portam drogas.

Não carregam qualquer objeto indiciário de origem ilícita ou para praticar ato criminoso.

São homens, jovens, negros, periferia.

São desrespeitados como seres humanos, homens, jovens, negros, da periferia.

Indignam-se com o destratamento.

E um deles é violentamente agredido de surpresa, com os braços abaixados, indignado pelo tratamento desrespeitoso contra homens, jovens, negros da periferia.

O PM não quis, não quis imobilizá-lo.

Quis agredí-lo.

Quis se sobrepor ao homem, jovem, negro, da periferia.

Infelizmente isso é comum por boa parte dos despreparados policiais, quer sob o ponto de vista de treinamento, de comportamento, de educação, mas principalmente psicológico.

Seres humanos, jovens, velhos, negros, brancos, amarelos, vermelhos, da periferia, dos bairros nobres, importam!

Vida e dignidade humana importam!!!”

 

****

Comentários